O que é Bitcoin – Entenda de uma Vez Por Todas!


 

o que é bitcoin-minusculo-e-bitcoin-maiusculo

Neste artigo explicaremos o que é o bitcoin e que problemas ele resolve.

Provavelmente você já ouviu falar do bitcoin, e até mesmo saiba um pouco sobre as variações de preço em sua cotação.

Mas é importante compreender que o bitcoin é uma tecnologia. E o primeiro caso de uso dessa tecnologia e a razão original que proporcionou a criação dela foi a busca por uma moeda totalmente digital.

 

O que é bitcoin?

Para responder de maneira simples e direta, bitcoin (com b minúsculo) é o nome dado para uma criptomoeda gerada via internet por um processo chamado “mineração”.

Já o Bitcoin (com B maiúsculo) se refere ao protocolo e o conceito por trás da unidade bitcoin.

Como você já deve ter percebido, bitcoin e Bitcoin são coisas diferentes. Essa diferença tem gerado muitas dúvidas na cabeça das pessoas, até mesmo para os mais experientes.

Então para que você nunca mais tenha dúvidas vamos entender e desenrolar de uma vez por todas esse nó cerebral, rsrs.

 

O Que é Bitcoin – Com B Maiúsculo.

O Bitcoin é um protocolo

O que é protocolo? Protocolo é a palavra que denomina “as regras” que organizam e regem a sincronização da comunicação entre dois sistemas computacionais. Ou seja, controla e possibilita a transferência de dados.

Bitcoin é um sistema de comunicação que funciona por meio da internet. Assim como toda a internet, esse sistema é totalmente baseado em protocolos (regras pré estabelecidas). Os protocolos funcionam como línguas universais, que permite aos vários computadores  conectados a Internet se comunicarem para a realização diferentes tarefas.

Um famoso sistema que usamos diariamente e que é formado por protocolos é o e-mail. Uma das regras de um e-mail estabelece que um endereço só válido se conter o @ e um domínio que pode ser gmail, hotmail, yahoo etc… (nome@meudominio.com.br).

Não importa o cliente de e-mail que você use, seu e-mail chega em qualquer caixa postal do mundo. Isso só é possível porque os servidores de e-mail espalhados pela internet todos “falam a mesma língua” o mesmo protocolo de e-mail.

Os protocolos para você navegar na internet e para você enviar e-mail funcionam em modo cliente-servidor: existe um cliente (você) que se comunica com um servidor (por exemplo, o servidor web que te entregou essa página que você está lendo agora, ou os servidores de e-mail como por exemplo o Gmail). Existem protocolos que não fazem essa distinção: todo cliente é também um servidor. Esses protocolos são chamados de peer-to-peer (P2P), ou seja, transferência direta de pessoa para pessoa. Com esse tipo de protocolo (P2P) pessoas podem compartilhar arquivos, filmes e músicas diretamente de seu computador para o computador de outra pessoa sem ter alguém para interferir nisso.

Agora que você já entendeu o que é um protocolo P2P, você irá entender melhor o que é o Bitcoin!

De maneira resumida podemos entender o Bitcoin como um protocolo P2P (peer-to-peer), desses que não pode ser desligado pelas autoridades. Não existe um servidor central responsável pelo Bitcoin porque todos os participantes do protocolo Bitcoin são ao mesmo tempo clientes e servidores desse sistema. Da mesma forma que não existe uma empresa responsável pelo e-mail, não existe uma empresa responsável pelo Bitcoin. Ele é apenas um protocolo de comunicação.

Comunicação do quê?

Por meio do Bitcoin se tornou possível realizar transações seguras de informações entre quaisquer pontos(Computadores, celulares) ligados a internet no mundo, sem que intermediários como uma empresa ou um banco sejam necessários. Todo sistema do Bitcoin é baseado em leis matemáticas que dão a ele muita robustez, segurança e confiabilidade.

 

Como Funciona o Bitcoin?

Cada protocolo tem sua utilidade. O protocolo de e-mail serve para enviar cartas digitais, o protocolo Web nos possibilita navegar na internet, e assim por diante. Da mesma forma é o funcionamento do protocolo Bitcoin.

O protocolo Bitcoin caracteriza (qualifica) a moeda digital, chamada de bitcoin (b em minúsculo), e ele faz isso de três maneiras:

1- Por lembrar que determinadas chaves digitais tem um valor em bitcoin associados a elas.

2- Permitir a transferência de valores em bitcoin de uma chave digital para outra.

3- Gerar valores em bitcoin e distribui-los entre as chaves digitais dos seus usuários.

Vamos entender como essas 3 funções permitem que o bitcoin funcione como uma moeda digital descentralizada, e porque essas funções estão na verdade interligadas. Pode ser que você esteja achando tudo muito complicado, então pra facilitar, vamos entender cada função de uma vez, e no final você vai encaixar as peças do quebra cabeça e entenderá como o protocolo Bitcoin, e a moeda bitcoin funcionam.

Como funciona o bitcoin

 

Como os bitcoins são armazenados e controlados no Bitcoin?

Todo sistema normalmente armazena suas informações num banco de dados. Porém como já foi dito não existe um ponto central para controlar o Bitcoin. Então, quem armazena a informação da chave digital de um certo bitcoin associado à ela? Como são controladas as transações realizadas? Existe alguém responsável pelas verificações de transações para não haver fraudes?

A resposta a estas perguntas é uma só!

São todos os usuários do bitcoin.

É isso mesmo, todo usuário do bitcoin, ao utilizar algum software com o protocolo Bitcoin, se conecta a vários outros usuários do protocolo através da Internet. Na primeira vez que o usuário entra no serviço, ele baixa dos outros usuários uma cópia completa do banco de dados contendo absolutamente todos as chaves digitais que possuem propriedade sobre algum valor em bitcoin.

Isso significa que uma pessoa que tem bitcoins não armazena o bitcoin em si, mas em uma chave digital, validada por todos os outros usuários que tem autoridade sobre um determinado valor em bitcoin.

As informações sobre as transações passam de um usuário de Bitcoin para outro, de forma descentralizada. Isso significa que todos os usuários do Bitcoin devem possuir uma cópia do banco de dados completo. Lembrando que um usuário de Bitcoin está sempre conectado a outros pares, enviando e recebendo novidades a cerca das transações que estão sendo realizadas.

 

O Que é bitcoin – Com b Minúsculo.

Para facilitar seu entendimento, costumamos usar bitcoin em letras minusculas (b) quando se fala do bitcoin como moeda digital, como dito anteriormente.

Um novo bitcoin sempre é gerado como recompensa aos serviços prestados pelos usuários conhecidos como “mineradores”; uma analogia a mineração de ouro. O processo de mineração consiste na utilização de hardware para processar transações, garantir a segurança da rede bitcoin e manter todos participantes do sistema sincronizados.

Embora o bitcoin seja semelhante a uma moeda digital, seu valor é real assim como o dinheiro físico, e pode ser usado como uma forma de investimento ou de pagamento de produtos e serviços. Com o bitcoin já foram compradas roupas, sapatos, carros, casas e até apartamentos!

Segundo uma pesquisa recente realizada pela empresa BitPay, o número de comerciantes que aceitam ‎bitcoins como forma de pagamento superou os 100 MIL estabelecimentos no mundo, além disso, o estudo mostra que o número total de transações feitas com bitcoin mais do que DUPLICOU no ano passado.

Atualmente, mais e mais consumidores estão aderindo ao bitcoin. Mediante as grandes oportunidades que giram em torno do bitcoin, os comerciantes estão mudando de atitude em relação a moeda virtual e com isso cada vez mais lojas passam a aceitar bitcoins.

No Brasil estima-se que mais de 100 lojas aceitam bitcoin como forma de pagamento. E caso você tenha um comércio poderá se desejar, aderir a este método de pagamento inovador.

 

Como os bitcoins são transferidos?

A chave digital que falamos anteriormente é na verdade um par de chaves: a chave privada e a chave pública. A chave pública é criada a partir da chave privada, e você pode informar ela para todo mundo. A chave privada deve ser mantida em segredo, apenas você deve saber. É como se a chave pública fosse o número de sua conta e agência bancária, onde você pode informar para outra pessoa. Já a chave privada é igual a senha pessoal de seu banco, ela é intransferível.

Para facilitar, vamos chamar as chaves públicas em Bitcoin de endereços, e as chaves privadas de carteiras.

A matemática brilhante por trás dessas chaves digitais dão uma propriedade interessante a elas: da mesma forma que só quem tem a senha de um certo email pode enviar mensagens usando esse email, só quem sabe a chave privada (a carteira) relativa à uma chave pública (um endereço) pode assinar mensagens digitais criadas com esse endereço.

O protocolo Bitcoin guarda na verdade quantos bitcoins cada endereço tem. Só o detentor da carteira relativa à esse endereço pode assinar transferências digitais de bitcoins de um endereço para outro. Os bitcoins são transferidos da seguinte maneira – É criada uma mensagem digital originária do endereço que tem algum bitcoin, transferindo-a para outro endereço. A mensagem tem que ter uma assinatura digital válida, e só quem consegue gerar essa assinatura é o detentor(dono) da chave privada (carteira) associada à chave pública (endereço). Em outras palavras, só quem pode gerar essa assinatura digital válida é o dono da carteira com o endereço dessa carteira.

O criador da mensagem de transação então a transfere para outros usuários do Bitcoin, e cada um passa a mensagem adiante para seus pares, de modo progressivo até que todos os usuários Bitcoin tenha uma cópia. Desse modo, em apenas alguns segundos após a transmissão da mensagem pelo autor, todos os participantes do Bitcoin ficam sabendo que a transação aconteceu.

Quando um participante do protocolo recebe uma mensagem digital contento a realização de uma transação em bitcoin de alguém, o protocolo primeiro verifica se a transação é válida de acordo com as normal estabelecidas no Bitcoin. E somente depois de validado, a informação da realização da transferencia é transmitida para seus pares, e atualizada em seu banco de dados interno aplicando a transferência.

Se houver qualquer tipo de tentativa de trapassa, por exemplo: Se um participante tentar alterar uma transação, colocando o endereço dele no lugar do que está recebendo os bitcoins, e tentar transmitir essa transação forjada, a assinatura digital deixa de ser válida. Se qualquer pedacinho da transação original mudar, a assinatura digital já deixa de ser válida. Outros participantes simplesmente descartam todas as transações que não forem válidas. Isto é, transações que não são feitas pelo verdadeiro dono da carteira em questão são sumariamente descartadas, independentemente de quem a tenha criado.

 

O que é Carteira de bitcoin

O que é Carteira de bitcoin

Essa carteira, ou chave digital privada, é simplesmente um numero muito grande, que é um segredo que só o detentor da carteira conhece. Quem souber o número tem acesso total à carteira. Esse número pode variar de zero até um número com mais de 70 dígitos. Como dito antes é como se esse número fosse a senha de seu cartão, portanto você não deve repassar para ninguém.

 

O que é Endereço de bitcoin

o-que-e-endereco-bitcoin

A chave pública, ou endereço, também é um número, que é gerado a partir da chave privada (carteira), de forma que cada endereço tem uma carteira associada a ela. No protocolo Bitcoin, esse número é transformado para um formato textual criptografado, o famoso endereço Bitcoin. Esse é um exemplo de endereço Bitcoin:

1G2ompg3Pg4HMVRTvKh9jW3po93XuUwMTc

A pessoa só precisa de um texto-endereço como esse para enviar bitcoins para o detentor do mesmo. Neste caso seria como o número de uma agencia e conta para o qual deseja transferir dinheiro. Para facilitar, endereços são frequentemente apresentados como QR codes. Então o endereço pode ser uma sequência horrível de caracteres aleatórios, mas não se preocupe, não será necessário memorizar ou digitar um endereço Bitcoin, pois ele é copiado e colado ou pode ser escaneado via QR code.

Então para ter um endereço Bitcoin seguro, basta escolher uma chave privada, que será a sua carteira, o que nada mais é que um número aleatório bem grande, e gerar a chave pública equivalente, que é o seu endereço Bitcoin. Mantendo sua carteira segura, você já pode começar a receber bitcoins no seu endereço Bitcoin. Para isso, basta que alguém tenha uma carteira cujo endereço tem bitcoins associadas a ela assine uma transação transferindo esses bitcoins pro seu endereço.

Você não precisa se registrar em nenhuma empresa, fornecer todos os seus documentos, assinar contratos imensos, nada disso. Também não é necessário entender esses conceitos complexos explicados nesse post. Qualquer pessoa no mundo em qualquer país com internet pode baixar um programa capaz de se conectar a rede Bitcoin, gerar um endereço Bitcoin e começar a participar da rede, sem pedir permissão para ninguém.

Entenda da seguinte forma – Você será o banco responsável pelo seu dinheiro.

Para entender melhor, assista ao vídeo:

 

 

 

Referências: Bussola do Investidor / Foxbit

 

 

 

Leia também  O que fazer com o Bitcoin? (10 coisas)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

×