Hard Fork: o que acontece com as moedas em uma possível divisão de Bitcoin?


bitcoin-hard-fork

Recentemente a grande massa de investidores em criptomoedas tem se dedicado arduamente à discutir sobre o que acontece com as moedas em uma possível divisão Bitcoin, ou seja, diante da possibilidade de acontecer o chamado Hard Fork.

Fora isso, muitas empresas focadas no mercado de bitcoins já estão dedicando seus esforços para se preparar para esse momento.

Mas o que anda gerando uma série de duvidas nos investidores em todo mundo é com relação as medidas que precisarão ser tomadas a partir desse evento e como será possível manter as bitcoins efetivamente seguras! Afinal, estamos falando de uma separação do blockchain, não é mesmo?

 

O que acontece com as moedas em uma possível divisão Bitcoin – As moedas poderão estar seguras se estiverem em sua posse!

O ponto mais essencial diante de todas as informações acerca desse evento é que todos os detentores da moeda virtual, em caso de uma bifurcação que dividirá a blockchain, poderão ter seus investimentos seguros.

Em grande parte dos casos os chamados “forks” se tratam apenas de atualizações de protocolo.

Uma divisão denominada blockchain acontece em meio ao evento do hard fork, que visa ramificar a corrente em duas partes diferentes. Se isso realmente acontecer, não será preciso que o titular das bitcoins realize algum procedimento. O mais indicado é esperar que o fork simplesmente ocorra!

Mas, como mencionamos anteriormente, o blockchain se divide em duas partes diferentes – nesse caso ocorrerá de haver dois ativos de cunho digital que deverão surgir logo depois do hard fork.

Os usuários que detenham da moeda bitcoin que estejam em poder de suas chaves privadas poderão ter acesso a ambos os ativos logo depois do evento.

Nesse caso, ao manter seus lucros em uma carteira que seja local na sua máquina ou dispositivo móvel, os riscos são essencialmente menores e não há porque se preocupar com o fork.

Agora, quem mantém seus investimentos em uma Exchange deverá saber que esse tipo de situação consiste em depender em como a empresa detentora escolherá dispersar os ativos de cunho simbólico para seus clientes.

Uma grande parcela das Exchange (principalmente as mais famosas no mercado) já relataram seu comprometimento em prestar total suporte aos dois ativos caso o evento realmente ocorra.

 

O mais indicado é evitar armazenar por hora sua bitcoins em uma Exchange

É importante salientar que considerar a retenção de moedas virtuais em uma Exchange não é uma das medidas mais recomendadas, mesmo que se trate de momentos tranquilos referente a esse mercado.

Depois que ocorre uma blockchain, os clientes que consideram manter suas moedas armazenadas em uma Exchange correm o risco de acabar sucumbindo à todas as regras vigentes na plataforma em questão.

Para ter uma ideia, é absolutamente possível que uma determinada Exchange leve em consideração simplesmente interromper as retiradas por 24 horas, por exemplo, durante e também após o fork.

Além disso, é muito provável que os usuários precisem esperar que as empresas façam uma avaliação minuciosa da situação logo após o evento e somente depois considerem dispersar ambos os ativos.

 

Sua chave privada vale muito mais do que ouro – vale seus bitcoins!

As chaves privadas, quando em poder das pessoas que investem e armazenam bitcoins, garantem que seja possível realizar o acesso de ambos os ativos digitais, mesmo depois que a divisão eventualmente acontecer.

É importante ter acesso a ambas as carteiras e garantir uma maior autonomia dos seus investimentos e lucros!

Agora que você já sabe o que acontece com as moedas em uma possível divisão Bitcoin, certifique de levar em consideração todas as informações destacadas nesse artigo!

Leia também  Bolsas de valores começam a levar o Bitcoin a sério

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

×