Volatilidade do bitcoin diminui ano após ano! E isso é bom…


Saber que a volatilidade do bitcoin está diminuindo ano após ano é uma prova de que a moeda digital está se consolidando como uma alternativa real à moeda que conhecemos. Isto é uma ótima notícia para os adeptos do bitcoin.

volatilidade-do-bitcoin-em-queda

Apenas para você ter uma ideia, em maio de 2010 Laszlo Hanyecs publicou num fórum de discussão ao qual participava, que desejava comprar 2 pizzas e pagaria 10.000 bitcoins para quem a entregasse na sua casa em Jacksonville, na Flórida. Para sua surpresa 4 dias depois um cidadão inglês fez a encomenda, enviou para Laszlo e pagou em torno de US$25 pelas 2 pizzas.

Muito volátil, a moeda valia apenas frações de centavos de dólar naquele período e a ideia de adquirir 2 pizzas por milhares de bitcoins, era mais que razoável.

Porém em 2013 tudo mudou. Quando investidores e especuladores começaram a se interessar por bitcoins, a moeda virtual adquiriu grande valor.

Com isso, 1 bitcoin chegou a valer até US$ 1200, mas logo se estabilizou entre US$ 500 e US$ 700. Voltando a falar sobre as 2 pizzas que Laszlo comprou, se convertêssemos para valores atuais, as pizzas valeriam atualmente mais de US$ 5 milhões!

A volatilidade era algo inacreditável nesta época. Em um dia o bitcoin poderia valer muito, já no dia seguinte, poderia não valer quase nada. Porém não demorou muito e o bitcoin passou a ter um valor real e a volatilidade que era antes considerada insana, atualmente é muito mais tolerável.

Para você ter uma ideia, a volatilidade do bitcoin diminuiu tanto que em alguns dias de julho de 2016, a libra esterlina variou mais intensamente que o próprio bitcoin – algo notavelmente surpreendente.

Existem diversas métricas para medir sua volatilidade. Você pode acompanhar estas métricas no site btcvol.info, que monitora a volatilidade do bitcoin em comparação com outras moedas e ativos. O site mantém um histórico dos últimos 30 a 60 dias. Vejam abaixo gráficos de desempenho do bitcoin desde 2011.

Grafico 1 -volatilidade-do-bitcoin

Agora vejam o gráfico dos últimos dois anos.

volatilidade-do-bitcoin-002

Notem que nos últimos 18 meses, em nenhum momento a volatilidade no período de 30 dias superou 5%. Para qualquer outra moeda isso é inadmissível, mas para um ativo como o bitcoin, que depende unicamente da confiança de seus usuários, isso é simplesmente extraordinário.
Comparando com a volatilidade do yen, do euro e do ouro, a do bitcoin tem sido consistentemente maior.

volatilidade-do-bitcoin-003

Porém a libra, devido às turbulências do Brexit, apresentou uma volatilidade maior que a do bitcoin em maio e setembro, segundo às métricas do btcvol.info.

volatilidade-do-bitcoin-004

O aumento das negociações nas exchanges, fazem com que a volatilidade do bitcoin permaneça em queda. Quanto maior o volume de negociações, menores são as chances de grandes oscilações na cotação. No gráfico abaixo, temos o volume de negociação em bitcoins e em dólar comparado com a volatilidade. Notem como a cotação oscila menos à medida que crescem os volumes negociados nas exchanges.

volatilidade-do-bitcoin-005

Os altos volumes, porém, não garantem por si só a baixa volatilidade. Em momentos de instabilidade como ocorreu no mês de julho (período pre-halving seguido do hack da Bitfinex), as oscilações no preço podem ser intensificadas apesar dos volumes consideráveis nas exchanges.

A própria libra esterlina comprova isso, com um volume de negociação mundial incomparavelmente superior ao do bitcoin, conseguiu a façanha de superar a volatilidade do bitcoin em diversos períodos neste ano.

volatilidade-do-bitcoin-006

Com todos estes argumentos e provas, é incontestável dizer que as variações bruscas que ultrapassavam os 10% são hoje raras no bitcoin. Cotações que mais pareciam uma montanha russa, pode se dizer que é coisa do passado.

Como os gráficos acima mostraram, a volatilidade do bitcoin está se estabilizando ano após ano, graças ao crescente volume de negociações e de grandes quantidades de transações diárias.

Leia também  Entenda Porque é Impossível Continuar a Ignorar o Bitcoin

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

×