Ucrânia e Bitfury se unem por Blockchain


Bitfury-ucrania

O Governo Ucraniano desenvolveu uma parceria com a Bitfury Group, uma empresa que atua globalmente na área tecnológica, com o objetivo de inserir uma maior variedade e quantidade de informações governamentais na plataforma de blockchain. Em uma entrevista, o executivo chefe da Bitfury disse que esse é possivelmente o maior projeto deste tipo a ser instaurado de uma só vez.

 

A iniciativa proposta pelo governo ucraniano é vista como uma tendência para governos e empresas que visam expandir sua eficiência e desenvolver maior transparência em seus processos. Recentemente a IBM, Porsche e Microsoft  adotaram o blockchain  pelo mesmo motivo.

 

O Governo da Ucrânia almeja fazer parte desse projeto que embora ainda não tenha um custo definido, já se sabe que será algo caro.

 

O intuito do governo é fazer com que todas as transações eletrônicas realizadas hoje passem pelo blockchain.

 

Comentário com as palavras do CEO da Bitfury Valery Vavilov:

 

“Um governo seguro construído sobre um blockchain pode garantir bilhões de dólares em ativos, e tornar significante os impactos sociais e econômicos locais e globais, simplesmente por trazer transparência e contabilidade aos negócios. ”

 

As mudanças exigirão paciência pois com essa nova tecnologia implantada, será preciso todo um novo sistema que modificará desde plataformas a aplicações governamentais Ucranianas. Mas como disse Oleksandr Ryzhenko, chefe de governo da Ucrânia; “Queremos fazer da Ucrânia uma das nações líderes em blockchain”. A previsão é que ainda no final deste ano seja feito o seu lançamento, e tão logo parte dos serviços começará em breve a operar com blockchain. Nesse caso temos um exemplo de como pode ser usado o conceito de blockchain, não sendo necessariamente apenas com Bitcoin e sim como armazenamento confiável de dados e descentralização na verificação.

 

Por exemplo, se algum grupo ou se alguém tentar modificar os dados de maneira proposital ou acidental, todo blockchain existente servirá para validar essa alteração e imediatamente será separada como um bloco ou conteúdo ruim (Bad Block).

 

Com certeza muitos outros governos se interessarão por este modelo no futuro, o que se espera é que o blockchain fique disponível à toda população, e que eles possam interagir com a blockchain, fazendo com que isso não seja apenas algo interno dos estabelecimentos governamentais. Os benefícios disso será que o estado trabalhará junto com a comunidade para validar os blocos e com isso trará uma transparência total a sociedade.

Fonte: http://www.criptomoedasfacil.com/governo-ucraniano-caminha-para-o-blockchain/

Leia também  Primeiro banco de bitcoin é aberto na Áustria

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

×